Tuesday, May 28, 2013

Xenofrenia: Estados Alterados de Consciência

A aula 5 do Curso de Desenvolvimento  da Consciência (CDC Parte 2 - Aula 1), da IAC, discute fenómenos e estados alterados de consciência.

Estados Alterados de Consciência (xenofrenia), referem-se a estados internos, subjetivos do ser,  que provocam alterações no seu estado mental, quase sempre temporárias. Estas alterações podem incluir mudanças na atenção, concentração , perceção do entorno, acuidade dos sentidos, sugestibilidade, racionalidade, creatividade e sentido do tempo, por exemplo.


Estados Alterados de Consciência, como o periodo entre a vigília e o sono, conhecido como Hipnagogia, podem ser associados à criatividade artistica. Muitos escritores da História, pintores e inventores têm tido consciencia disto.

Estados alterados com elevado grau de concentração podem facilitar proezas que seriam praticamente impossiveis durante o nosso estado mental normal: desempenhos artísticos e desportivos fora de série são  exemplo disso.

Um artigo interessante sobre descoberta matemática , escrito há perto de um século atrás com importantes ramificações em vários campos, que  chegaram  em “sonhos” quando o seu autor estava à beira da morte, foi recentemente notícia, porque só agora foi confirmado.

O extraordinário percussionista austríaco Martin Gruginger descreve que fica  em estado alterado de consciência durante as suas exibições, o que lhe permite tocar milhares de notas durante horas, perdendo a noção do tempo. A experiência fora do corpo, é claro, também é considerado um estado alterado de consciencia.  Alguns exemplos incluem:

- Coma
- Convulsões
- Devaneio
- Delírio
- Êxtase
- Euforia
- Perceção extra-sensorial
- Medo

- Sensação de flutuação
- Consciêncoa elevada
- Hipnagogia
- Hipnopompia
- Hipnose
- Histeria
- Meditação
- Musicoterapia
- Experiência for a-do-corpo
- Pânico
- Psicose
- Experiência religiosa
- Prazer sexual
- Dormir
- Paralisía do sono
- Síncope
- Vigília.


Este artigo foi compilado por Nelson Abreu, voluntário (IAC California)
e traduzido do Inglês por Lurdes Almeida (IAC Lisboa)

No comments:

Post a Comment